Escolha uma Página

Antes de contratar uma assistência médica as empresas precisam entender como o serviço funciona e de que maneira é feito o reajuste de plano de saúde. Ao ter esse esclarecimento não haverá surpresas quando os valores sofreram alterações e nem dúvidas de que maneiras isso foi feito.

Quando se fala de reajuste de plano de saúde é preciso ter atenção porque pode ocorrer por mais de um motivo e os percentuais aplicados podem variar, entenda melhor sobre isso.

Reajuste de plano de saúde anual

O reajuste de plano de saúde é aplicado uma vez por ano e possui autorização da ANS para ocorrer. A questão é como é calculado o percentual, uma vez que esse não é regulamentado pela Agência e visa cobrir possíveis despesas em relação aos custos com a saúde.

Para o reajuste é preciso dividir as empresas em dois grupos. Veja a seguir.

Leia também: Plano de saúde mais barato, é possível?

Reajuste de planos empresariais com menos de 30 vidas

As empresas que possuem até 30 vidas são reunidas em um único grupo pelas operadoras, o que é chamado de Agrupamento de contatado. É feita uma análise da utilização e riscos dessas, calculada a média e o risco é diluído entre todas.

Esse grupo de contratos receberá um percentual único de reajuste de plano de saúde que será aplicado no mês de aniversário de cada um dos contratos. Esse aumento deve ser informado pela operadora e ficar disponível para consulta.

Reajuste de planos empresariais com mais de 30 vidas

Os planos empresariais com mais de 30 vidas possuem um pouco mais de poder de negociação já que a contratante pode negociar com a operadora ou administradora de benefícios de quanto será o reajuste de plano de saúde.

A operadora precisa fazer o cálculo do percentual que será aplicado e demonstrar para a pessoa jurídica para justificar os aumentos. Visualizando essas informações, fica mais fácil de negociar e conseguir preços mais atrativos, porém, é preciso que ambas as partes concordem.

Reajuste de plano de saúde por faixa etária

Outro reajuste de plano de saúde que pode ocorrer é por conta da idade do beneficiário e essa regra se aplica em todos os planos, tanto os empresariais como os de pessoas físicas.

Quanto mais idade a pessoa tem, maiores serão os cuidados necessários com a saúde, isso significa utilizar mais a assistência médica, por isso a ANS criou o reajuste por fixa etária.

As atuais faixas etárias utilizadas são: 0 a 18, 19 a 23, 24 a 28, 29 a 33, 34 a 38, 39 a 43, 44 a 48, 49 a 53, 54 a 58 e 59 anos ou mais.

Isso quer dizer que ao fazer aniversário e mudar de faixa, o beneficiário pode sofrer reajuste de valores, independentemente da data de correção anual do plano de saúde. Isso ocorre até que a pessoa atinja 59 anos, após isso ela não poderá mais ter aumentos por idade.

Essas informações relativas ao reajuste de plano de saúde devem ser especificadas no contrato, porém, nesse documento não existe o detalhamento de como é feito o cálculo, por isso é importante que os gestores das empresas se informem com antecedência e preparem as finanças.