Escolha uma Página
Plano de saúde por adesão coletivo x empresarial: Qual é a diferença?

Plano de saúde por adesão coletivo x empresarial: Qual é a diferença?

Dentre as opções de assistência médica disponíveis no mercado, o individual é o que possui maiores valores. Isso faz com que as pessoas busquem por um plano de saúde por adesão ou empresarial.

A questão é que nem todos sabem como funcionam esses dois serviços nem como fazer a contratação deles.

Esse texto tem o intuito de ajudar a esclarecer diversas questões sobre os planos de saúde. Além disso, auxiliará na melhor escolha conforme o seu perfil.

Como funciona o plano coletivo por adesão e o empresarial?

Tanto o plano de saúde por adesão como o empresarial não são vendidos diretamente aos beneficiários. Eles contam com organizações que fazem a intermediação e são responsáveis pela contratação.

No caso do plano por adesão quem contratará o serviço será um sindicato ou associação de classe. Já no empresarial é a empresa contratante que disponibilizará aos seus colaboradores.

Essas organizações podem escolher uma ou mais operadoras e diferentes tipos de planos. Vamos supor que uma empresa optou por contratar o serviço da operadora X e selecionou 3 planos. Os seus colaboradores poderão ter acesso a eles, escolhendo um dos planos para usar. Essa mesma regra é válida para o plano de saúde por adesão.

Em relação aos familiares as mesmas políticas são aplicadas para os dois casos. Eles podem ser incluídos como dependentes (dentro do que estabelece cada operadora) e pagarão um valor adicional para ter acesso aos benefícios.   

Veja mais:Plano de saúde para empresas: Por que contratar?

Diferenças entre o plano de saúde por adesão e o empresarial

O funcionamento dos planos é bastante parecido, quem contrata é um CNPJ e disponibiliza para os seus associados ou colaboradores.

Apesar de muitas semelhanças, existem alguns pontos de atenção, um deles é relacionado ao cumprimento de carência. No plano de saúde por adesão, fica isento de carência quem aderir ao serviço em até 30 dias da data do contrato ou no aniversário do mesmo.

No plano empresarial também existe carência, entretanto ela fica isenta para empresas que tenham mais de 30 vidas. Apesar disso, quem for aderir ao serviço posteriormente deve fazer isso em até 30 dias a contar da data de ingresso na empresa para receber o benefício.

Outro ponto que difere os dois é o pagamento. No plano empresarial a empresa faz o pagamento e cobra os valores dos colaboradores, normalmente em folha de pagamento. Ela também pode arcar com parte ou a totalidade das despesas.

No plano de saúde por adesão, a cobrança é feita diretamente ao beneficiário, que deve pagar os boletos para manter o serviço em dia. Não é comum a associação arcar com nenhum valor.

Veja também: Carência plano de saúde: O que é e como funciona?

Qual é a melhor opção?

Na hora de escolher entre as duas opções que citamos acima, pode ficar difícil. Isso porque eles podem oferecer as mesmas coberturas e valores semelhantes.

Não existe um melhor ou pior, uma vez que podem ser planos iguais da mesma operadora. Nesse caso, vale considerar os benefícios de cada um e avaliar com base em muita análise e pesquisa.

No caso do empresarial, o desconto é feito diretamente em folha, isso evita que haja esquecimentos e atrasos. Além disso, é possível que a empresa pague parte do valor, assim ficaria mais barato para quem utiliza o serviço.

Já consegue ver qual vale mais a pena? Para continuar acompanhando mais conteúdos como esse, confira nosso blog.

Como contratar o seguro de automóvel?

Como contratar o seguro de automóvel?

Para proteger o seu veículo você já deve ter percebido que a melhor maneira é contar com um seguro de automóvel. Só que na hora de contratar é preciso verificar alguns pontos para fazer a melhor escolha.

Antes de começar a pesquisar preços e fazer contato com diversas seguradoras, saiba o que é preciso analisar e como contratar o seguro.

Verifique a seguradora

Um erro de quem está contratando é não verificar a reputação da seguradora e o produto que ela oferece. O ideal é que a empresa seja credenciada a SUSEP, pois isso garante que ela é regulamentada e segue diversas regras.

Um ponto que merece muita atenção é se certificar se o que está sendo oferecido é realmente um seguro de automóvel. A proteção veicular é bastante parecida e pode ter valores mais acessíveis, porém não tem garantias e pode se tornar uma dor de cabeça.

Veja a avaliação da seguradora, o que outros beneficiários dizem sobre ela e confira a opinião do corretor.

Confira as coberturas do seguro de automóvel

Seguro não é tudo igual, por isso existem coberturas e valores diferentes. Veja com o seu corretor o que está sendo contratado, ou seja, quais as coberturas estarão disponíveis para uso.

Faça adequações conforme a sua necessidade, acrescente ou tire de acordo com o seu uso do veículo. O seguro de automóvel pode ser personalizado, mas para isso é preciso conhecer quais as opções existentes.

Verifique o detalhe de cada item coberto e o que está desprotegido. Não suponha que estará protegido contra tudo.

Algo bastante comum de acontecer é estar desprotegido contra eventos da natureza, como alagamentos. Somente após o carro passar por uma enchente é que se descobre que a cobertura não estava inclusa e não terá o que fazer a não ser assumir o prejuízo.

Seguro de automóvel: Veja se a corretora é especializada

Quem faz a intermediação entre a seguradora e o segurado é uma corretora. Busque por uma empresa que seja especializada e tenha profissionais capacitados.

A corretora não deve apenas vender o seguro de automóvel, ele tem que ser uma consultoria. Precisa orientar sobre qual é a melhor opção para a sua necessidade, se mostrar disponível, sanar as dúvidas e prestar suporte.

Além disso, deve estar presente no pós-vendas, se surgir uma dúvida em relação ao serviço ou precisar de ajuda a corretora deve te auxiliar.

Leia mais: Seguro auto: Por que você deve contratar?

Analise a proposta e tire suas dúvidas sobre os termos

Após pedir uma cotação de seguro de automóvel você receberá uma proposta do corretor. Leia todas as informações com atenção e aproveite para tirar as dúvidas sobre os termos desconhecidos.

Algumas expressões podem gerar confusão, conte com a ajuda do corretor para analisar o documento e verificar se tudo o que precisa está incluso. Se necessário peça que sejam feitas mudanças antes de assinar o contrato.

Compreenda qual é a franquia que está sendo ofertada, as condições de pagamento, coberturas não inclusas e se existem descontos relativos à classe de bônus e outros fatores.

Tenha atenção antes de contratar o seguro de automóvel, afinal pedir a cotação é apenas parte desse processo. Siga essas dicas para ter certeza de que escolheu uma seguradora e um produto que atenderá suas necessidades.

Para não errar sempre conte com uma seguradora que auxiliará na escolha do seguro de automóvel e se informe.

Seguro para carros: Qual é o melhor?

Após descobrir que o seguro para carros é a melhor maneira de proteger o seu bem e ter um pouco mais de tranquilidade, é preciso decidir qual produto contratar.

Quando começar a pesquisar um por seguro auto, descobrirá que existem diferentes tipos e que cada um visa atender a uma necessidade específica. Conheça um pouco mais sobre as possibilidades.

Seguro auto tradicional

O seguro tradicional é o mais comum de todos e tem a vantagem de ser mais amplo, com um pacote básico ou completo de coberturas e permite incluir algumas adicionais.

Quem opta pelo seguro para carros tradicionais estará protegido em casos de roubo, incêndios, colisões e ainda pode adicionar seguro de passageiro, contra terceiros, vidros e outros.

Isso significa que se ocorrer um sinistro quando há a perda total, o segurado é indenizado pelo valor de mercado do veículo, já se forem necessários reparos a seguradora paga a oficina, porém, é preciso que o segurado arque com a franquia.

Leia também: Seguro auto: Por que você deve contratar?

Seguro contra roubo e furto

Esse seguro é um pouco mais restritivo e visa garantir a cobertura apenas em caso de roubo e furto quando o veículo não é localizado.

Por ser mais restritivo esse seguro para carros costumam ter um preço mais acessível e muitas vezes é comercializado com o rastreador veicular. É comum só indenizar quando existe a perda total, não há cobrança de franquia.

Seguro para carros usados

Esse seguro também é conhecido como Seguro Auto Popular e se destina a veículo com mais de 5 anos de fabricação.

É ofertado proteção contra roubo e furto, e cobre colisão, com o diferencial de que nesse último caso pode utilizar peças recondicionadas uma vez que nem sempre se encontram peças novas devido à idade do carro.

Seguro para carros de terceiros

O seguro para carros de terceiro não tem a intensão de proteger o seu carro, mas, o dos outros. Ele pode ser contratado por quem sabe que pode por acidente ocasionará uma colisão e não quer arcar com os custos do reparo de outro carro que não seja o seu.

E tem como vantagem o fato de não possuir franquia e o limite para a indenização depende do que foi combinado.

Como escolher o tipo de seguro para carros?

Se depois de ler as definições você ainda não souber qual a melhor opção para o seu caso, veja o que analisar.

  • Identifique as maiores preocupações em relação ao veículo
  • Faça uma lista com as coberturas que acredita serem necessárias no seguro para carros
  • Separe um valor que pense ser viável para investir em um seguro auto
  • Solicite uma cotação para ter detalhes do que cada seguro disponibiliza e valores
  • Peça ajuda a um corretor que poderá lhe guiar na escolha e contratação
  • Lembre-se que a ideia é proteger o veículo, por isso não escolha o seguro apenas baseado no valor

O seguro para carros pode ser um grande aliado quando se faz a escolha certa, mas para que consiga ter tranquilidade com ele, pesquise bem antes de contratar e sempre conte com a ajuda de um profissional.

Seguro RC profissional: Quem pode contratar?

Seguro RC profissional: Quem pode contratar?

Seguro RC profissional: Quem pode contratar?

O Seguro RC profissional é destinado a trabalhadores de diferentes áreas, porém, é comum que haja o questionamento de quais profissões podem contar com ele.

Essa proteção é bastante ampla e, em cada segmento oferecerá coberturas que atendam às necessidades de acordo com a tarefa que exercem. Veja algumas das profissões que podem contar com o seguro e de que forma ele pode ser útil.

Seguro RC profissional para corretores

O corretor ajuda a terceiros a comprarem e contratarem um bem ou produto, e acaba tendo uma grande responsabilidade. Se eles não se atentarem aos detalhes do que estão comercializando poderão causar danos. O seguro RC profissional pode oferecer coberturas para indenizar em casos de danos a reputação, a documentos, gastos emergenciais e erros de avaliação (esse último principalmente para corretores de imóveis).

Seguro RC profissional para engenheiros e arquitetos

Esses profissionais ao elaborarem projetos podem errar e isso influenciará no trabalho executado e até mesmo riscos de comprometer a estrutura de um edifício. Além disso, é possível com o Seguro RC profissional se prevenir de imprevistos.

Dentre as proteções mais comuns desse seguro existe a de danos materiais, morais e corporais, custos de despesas judiciais e ressarcimentos de terceiros.

Seguro RC profissional para dentistas

Cuidar da saúde das pessoas é sempre para o bem, mas um erro pode trazer sérias consequências, ainda mais quando o dentista também presta serviços de harmonização facial e nem sempre os resultados podem agradar ao paciente.

Nesse caso a proteção contratada poderá ser usada em casos de reparação de danos morais e corporais e com custas judiciais se houver abertura de processo.

Seguro RC profissional para advogados

Apesar de lidarem com a lei esses profissionais também podem cometer erros o e Seguro RC profissional será essencial para que o patrimônio não seja prejudicado.

Será possível contar com proteções contra erros profissionais como perda de prazos, danos morais em que a pessoa se sinta lesada por uma ação ou omissão do profissional, perdas de documentos e ato desonestos de funcionários.

Leia também: Seguro de responsabilidade civil profissional: Por que contratar?

Seguro RC profissional para contadores

Ao lidar com números e muitas vezes com o dinheiro dos clientes, os contadores precisam ter o máximo de atenção, mas, um erro de cálculo ou falha de algum funcionário pode acarretar problemas.

Nesse caso, o seguro protegerá contra erros que venham a ser cometidos pelo contador ou seus funcionários, perdas decorrentes de ações dos contadores, danos morais, materiais e custos judiciais caso o profissional seja acionado judicialmente.

Seguro RC profissional para quem lida com tecnologia

São muitos os profissionais que trabalham com tecnologia e normalmente esses lidam com dados virtuais, armazenamento e internet. Esses dados digitais podem ser perdidos, corrompidos ou apresentarem falhas.

Se essas situações acontecerem é possível contar com proteções para ações incorretas que foram cometidas de forma involuntária, falhas em produtos, violação de privacidade e dados, violação de propriedade intelectual, responsabilidade solidária e muitos outros.

O Seguro RC profissional também pode ser contratado por outra série de profissionais como os que trabalham com a mídia, despachantes, veterinários, profissionais de cartórios e notas, agentes de viagens e outros. Para saber se a sua profissão está coberta é preciso apenas falar com um corretor.

A grande vantagem de poder contar com um Seguro RC profissional é sempre estar amparado quando a situação se complica, por isso, é indicado para quem está começando na carreira e para quem já tem muita experiência. 

Seguro auto: Por que você deve contratar?

Seguro auto: Por que você deve contratar?

Cerca de 30% da frota de veículos brasileiros conta com um seguro auto, esse percentual ainda é baixo. Isso é resultado, muitas vezes, de as pessoas não conhecerem os benefícios que esse tipo de produto pode trazer.

O investimento em um seguro para carro é baixo quando se percebe quais as vantagens que ele oferece e a tranquilidade que pode trazer no dia a dia. Se ainda estava na dúvida se realmente compensa ter um seguro auto, veja alguns motivos que mostrarão que ele é bastante útil.

Quando se está dirigindo, a qualquer momento pode ocorrer um imprevisto com o veículo como acabar a gasolina, furar um pneu e dar uma pane elétrica ou mecânica.

Ter assistência 24 horas para o carro

Se essas situações acontecerem, muitas vezes as pessoas não sabem o que fazer ou precisam pedir ajudar para um conhecido que pode estar ocupado, ou demorar horas para chegar. Com um seguro auto é possível ser auxiliado pela seguradora e em pouco tempo um guincho será enviado até o local para que possa ajudar.

Diminuir os prejuízos financeiros com o seguro auto

O seguro auto pode ajudar a arcar com os prejuízos em diferentes situações, dessa forma os gastos serão minimizados. Se, por exemplo, bater o carro e precisar fazer um reparo de alto custo, a seguradora arcará com essa despesa e o segurado precisa apenas pagar a franquia.

No caso de um roubo ou furto em que o veículo não é recuperado, não se perde o valor do carro, a seguradora indeniza de acordo com o valor de mercado.

Se prevenir de danos causados a terceiros

Se a preocupação do motorista é causar danos a outros veículos ou pessoas é possível contar com o seguro para terceiros e ter mais tranquilidade nesse ponto.

Essa é uma cobertura que permite indenizar terceiros por danos morais ou materiais que tenha causado de forma acidental enquanto estava ao volante. Se por desatenção bater em outro carro, a seguradora pagará o conserto, sem que você precise arcar com esse prejuízo. 

Leia também: Corretora de saúde SP: Conheça os diferenciais da Coplana

Escolher o que deseja contratar

O seguro auto é um tipo de proteção para o veículo, mas, ele possui diferentes possibilidades, o que permite que se encontre um produto ideal de acordo com a necessidade de cada motorista.

Quem deseja ter coberturas amplas e um produto mais completo pode optar por um seguro tradicional com coberturas adicionais. Já quem deseja economizar e está mais preocupado com os índices de roubo, pode ficar com um mais simples que proteja apenas contra roubo e furto.

Existem ainda outras possibilidades como o seguro auto popular voltado para veículos com mais de 5 anos e com coberturas mais restritivas, o rastreador com seguro de que protege e monitora o veículo e o seguro intermitente que pode ser ativado e desativado quando precisar.

Para saber o mais indicado para cada caso, a dica é sempre conversar com um corretor que poderá analisar o perfil e orientar.

Existem ainda outros motivos que podem justificar a contratação do seguro auto como ter facilidades de pagamento que cabem no bolso, ter acesso a programas de benefícios das seguradoras que disponibilizam descontos diversos, ter garantias legais do produto contratado e a principal delas é ter mais tranquilidade enquanto dirige.

Todos esses motivos são incentivos para você contratar um seguro auto, mas, quem tem esse tipo de serviço sabe que os ganhos vão muito além dos citados.

Seguro de responsabilidade civil profissional: Por que contratar?

Seguro de responsabilidade civil profissional: Por que contratar?

Ao exercer o trabalho é possível que as pessoas cometam erros não intencionais, afinal, algumas atividades e tarefas podem ser bem estressantes e envolve diversos riscos. Para quem se preocupa com isso pode contar com um seguro de responsabilidade civil profissional e ter um pouco mais de tranquilidade.

É claro que esse tipo de produto não vai resolver todos os problemas, mas, será ideal para quando acontecer uma situação inesperada e precisar de ajudar para resolvê-la.

Afinal o que é o seguro de responsabilidade civil profissional?

O seguro de responsabilidade civil profissional é uma proteção que profissionais e empreendedores podem contar para os casos que venham a provocar danos acidentais a outra pessoa ou a bens.

Para que entenda melhor vamos a um exemplo. Um engenheiro estava supervisionando uma obra, mas durante a execução um cano estourou e causou danos ao imóvel que estava sendo reformado. O proprietário do imóvel pode achar que isso foi responsabilidade do engenheiro e acionar ele judicialmente para arcar com todos os custos de reparo. Nesse momento entra o seguro de responsabilidade civil profissional que auxiliará com os custos judiciais e o pagamento de indenizações.

Por que contratar o seguro de responsabilidade civil profissional?

Ter um seguro de responsabilidade civil profissional ajudará a profissionais de diferentes áreas, e apesar do exemplo citar um engenheiro, pode ser adquirido por muitos outros como médicos, veterinários, profissionais de mídia, CEOs, administradores, contadores etc.

A vantagem de contar com as coberturas desse seguro é que o profissional consegue ter mais tranquilidade para trabalhar podendo focar em suas atividades, sabendo que se algum imprevisto acontecer estará amparado.

O seguro também deve ser visto como um investimento, pois, no caso de ser acionado judicialmente e ter de pagar indenizações é possível que isso seja feito pela seguradora, dessa forma as despesas por erros não intencionais será mínima.

Outro ponto para contratar um seguro de responsabilidade civil profissional é que no mercado existem produtos sob medida. Dessa forma poderá escolher um que atenda às suas necessidades e faça de você um profissional prevenido.

Leia também: 8 benefícios do seguro para profissionais

Com quais coberturas poderei contar?

É possível contar com diversas coberturas, ou seja, proteção para variadas situações. Em alguns casos, é possível contratar um pacote de coberturas básicas e adicionar outras conforme a necessidade.

Dentre as proteções terão a de ato danoso cometido por serviços profissionais, danos morais, custos de comparecimento ao tribunal e de restituição de imagem, responsabilidade solidária, extravio, roubo ou furto de documentos, ato desonesto de empregado entre outras.

Conforme a profissão é possível encontrar coberturas mais adequadas que permitirão trabalhar com mais tranquilidade, por isso, é sempre recomendado conversar com um corretor para que ele possa orientar cada caso individualmente.

As coberturas do RC profissional podem ser usadas para reparar os danos causados aos clientes, familiares ou até mesmo a órgãos públicos, por isso é preciso que ela esteja adequada a profissão. O seguro de responsabilidade civil profissional é essencial para quem busca mais tranquilidade para realizar as suas tarefas e já sabe que existem motivos de sobra para contar com ele.